Como tudo começou...

Em Outubro de 2020, exatamente no dia do meu aniversário, eu acordei triste.

Não apenas pela situação que vivíamos – e ainda vivemos! – por conta da pandemia, mas, principalmente, por saber que não veria as pessoas que mais amo, presencialmente.

Eu tinha sonhado com uma festa de 50 anos, para mim, significando “meio século” de existência! Sei lá, pode não ser importante para os outros, mas datas redondas me encantam… E eu sabia que esse sonho estava distante. Talvez, nem uma festa de 51 anos.. O que estaria por vir?

Passei a manhã acabrunhada, melancólica e num determinado momento, comecei a chorar. Minha raiva se dirigiu ao externo, ao porquê de estarmos vivendo isso, coletivamente. E claro que conheço muitas soluções internas e externas, de muitas dimensões. É lógico que meu entendimento do Universo não é tão raso assim, mas era mais forte do que eu, era quase que infantil. De quem era a culpa? Havia um culpado! Culpei, finalmente, aquele que poderia ser julgado, condenado e penalizado, sem que ele retrucasse, me atacasse, ou sequer, se justificasse. Culpei, na lata, Deus.

O dia passou e eu me esqueci. O carinho de muitas pessoas aliviou a onda de pessimismo e tudo fluiu.

Mas à noite… Eu sempre faço muitas orações antes de dormir. Incluo tudo o que me lembro, muitas coisas, pessoas e situações e neste dia, exatamente, ao falar o meu “Amém”, ouvi NITIDAMENTE: 

VOCÊ ACHA MESMO QUE EU SOU CULPADO? 

Tomei um susto e sentei na cama. Eu sabia quem estava falando comigo, só não sabia o que fazer depois disso.

As descobertas posteriores

Passei os 20 dias seguintes num processo de imersão, botando a cabeça para funcionar e dialogando com a voz. Não tive resposta alguma. Mas eu falei. Falei muito e fui achando caminhos, insights e quebrado barreiras.

Um a um, os obstáculos que me separavam da força que se chama Deus, nesta dimensão, foram se esfarelando e finalmente, um dia acordei com mais uma frase:

"Agora estamos em Paz!"

Assim que descobri o meu caminho, precisava testar se isso era individual ou aplicável a outros, mas desta vez, escolhi selecionar pessoas que me conhecesse muito e pouco… Que estivessem próximas, mas não diariamente, que não estivessem por dentro de minhas últimas atividades (falo de 20 anos, pelo menos!) e escolhi um seleto grupo de amigas de colégio e infância. 

Nove delas toparam ser tutoreadas, passando por um processo de reatar a amizade com Deus e quatro delas nem católicas mais eram, há muito tempo, desde que saímos do colégio de freiras, em 1988. 

Foi exatamente por isso que as escolhi. Nós fomos doutrinadas a conhecer um Deus comum a todas nós. Tínhamos o mesmo background. Mas apenas isso também não servia e assim, convenci algumas delas a trazerem pessoas que não me conheciam para o grupo e estavam, nitidamente, muito perdidas quanto a esse assunto.

No total, 18 pessoas passaram pela experiência. Duas desistiram, com quase o mesmo argumento: “Não quero fazer as pazes com Deus. Minha raiva é maior.” Uma disse isso textualmente, outra, deixou a entender.

Mas 16 delas, se saíram tão bem no processo que suas vidas mudaram. Como a minha.  

Fazer as pazes com Deus foi o maior e melhor presente que eu recebi no meu meio século de vida. E é isso que eu quero oferecer a você. 

O que aconteceu depois?

O PROCESSO DE FAZER AS PAZES COM DEUS

Entrevista Inicial

Uma conversa de 15 minutos na qual eu te ajudarei a achar o melhor dos 4 processos para fazer as pazes com Deus

Tarefas

Cada processo, tem suas 4 tarefas. Elas são realizadas semanalmente e você anotará seu progresso e enviará para mim, por email ou mensagem de texto.

Fechamento

Nosso bate-papo final para saber se você precisa repetir, fazer um novo, ou terminar o processo.

Manutenção

Comportamentos recorrentes são comuns. É preciso mudar os hábitos... Por isso, você terá acesso a um guia de manutenção para não sair do caminho!

MAS SERÁ QUE VOCÊ PRECISA DISSO?

A pergunta que você deve estar se fazendo agora é: “mas se eu não ‘briguei’ com Deus, porque preciso fazer as pazes com ele?”

Bem, olhe para as afirmações abaixo e avalie, honestamente, se diz sim para alguma delas:

  • você perdeu sua fé
  • você não compreende Deus
  • você odeia religião
  • você é universalista – sem um Deus definido
  • você não sabe como se conectar a Deus
  • você tem vergonha de falar a palavra Deus em determinados círculos de amizade ou estudo
  • você não entende a diferença entre Deus e Fonte e fica com Fonte (ou qualquer ideia de algo maior, não necessariamente com esse nome)
  • você não acha que brigou, mas não se apega a ele
  • você teve uma religião e achou mil defeitos nela
  • você acha que a religião é o mal do mundo
  • você acha que Deus está “lá em cima” e não liga para nós
  • você acha o mundo injusto, de forma geral
  • você não vê a menor necessidade de se conectar com Deus
  • você acha que Deus é a natureza
  • você acha que é Deus, ou que tudo é Deus
  • você está consciente que, em algum momento, deixou prá lá a ideia de ter um Deus (ou de necessitar disso, ou sabe que brigou!)

E por que a palavra RELIGIÃO apareceu tantas vezes?

Porque se você está confundindo as coisas e/ou, repelindo a palavra ou a simples ideia de religião, posso afirmar, com 100% de certeza que sim, em algum momento de sua vida, desta vida, você BRIGOU com Deus. 

E o que vai acontecer com você DEPOIS que fizer as pazes?

  • sua fé mais ingênua e infantil, sem a lógica racional, retorna, potencializada
  • você ganhará uma conexão direta com quem decide nesta dimensão
  • você entenderá que religião é o que menos importa e continuará sem precisar de uma se não quiser, mas…
  • você não terá mais RANÇO de religião e de religiosos, nem das funções que eles exercem ou de suas ideias pregadas
  • as coisas desta dimensão se facilitam. FATO! 
  • seu propósito junto a esta dimensão clareia
  • você ganha um “escudo mágico” (brincadeira!), porém, sim, todas as energias que cercam o que se chama de Deus nesta dimensão e estão a serviço Dele, se colocam à sua disposição
  • você entende, enfim, que a confusão em que se meteu pode ser resolvida MUITO FACILMENTE
  • você fica em PAZ com um problema que nem pensava ter e isso, tira pelo menos 100 toneladas de sua carcaça energética!

E agora, chega de explicações!

Isso não é uma página de vendas do tipo que é feita pelos gurus do marketing digital. Eu nem sei fazer isso e você sabe que eu não sei. Isso é um convite. Se você sentir um apelo interno, entre. Se não sentir, feche a página e vá fazer outra coisa.

Nosso trato é o seguinte: se você se dispuser a passar pelo processo, terá minha tutela pessoal, diferente de todas as outras coisas que já fizemos juntos ao longo desses quase 10 anos e saiba, isso não tem nada a ver com o Movimento Era de Cristal, se bem que poderia ter. Mas eu seria massacrada, mais uma vez, e não estou nada a fim. A experiência que tive quando Deus se escondeu… Hummm, me deu o tom da bobagem que fiz ao falar disso publicamente para o grupo, no YouTube! O que eu descobri é que 90% das pessoas do Era não querem saber de Deus e até nem alcançaram o entendimento do tamanho do problema que isso acarreta, por isso, batem a cabeça em todos os cantos, indo de lá para cá em busca da resposta. Inclusive em outras dimensões, nosso maior assunto lá. Já estive neste lugar. Sei, exatamente, o que isso quer dizer e como se reflete em nossa vida diária, NESTA dimensão. A solução, contudo, é tão tão tão simples, que poderia ser resumida em uma atitude apenas. Você saberá qual, se escolher participar.

Falarei com você no início do processo, selecionarei a melhor forma de você trabalhar para fazer as pazes com Deus e receberei suas anotações semanalmente. Depois, faremos um fechamento, também, conversando individualmente e te darei um roteiro virtual de manutenção. Se não der certo de primeira, trocaremos de processo. São quatro. E não, não há problema em repetir, meu objetivo é que você consiga. Pelo que aconteceu com o grupo, acredito que de primeira, dê jeito, mas enfim, vamos testar.

O que eu quero em troca?

R$ 20,00

Para quê?

Para juntar dinheiro para uma grande campanha de marketing nas redes sociais (leia-se: pagar anúncios no Face, Insta e YouTube, fazer um site dedicado e contratar uma assessoria de imprensa) para o lançamento DO LIVRO, “Fazendo as Pazes com Deus“, em junho deste ano. Aí não tem acompanhamento para os leitores, nem tutela, porque terei passado desta fase, com muito mais experiências, incluindo a sua. O livro já está escrito, mas preciso de mais dados, mais diversidade de situações, mais motivos para a briga e mais momentos de paz para relatar… 

Então, esse é meu convite e esse é meu plano. Receberei inscrições entre hoje, 18/02 e segunda-feira, 22/02 às 11:00 da manhã. Este é seu tempo de reflexão. Impulso é o nome disso, objetivamente. Chamamento é o nome divino da mesma coisa.

Você fará um depósito naquela conta que já conhece, do Bradesco, e mandará o comprovante pelo WhatsApp. Se não tiver Bradesco, coloca uma nota de 20 num envelope, vai até o Caixinha Eletrônico do Bradesco durante o fim de semana e manda o comprovante fotografado, plic, pelo celular. É só isso. Se a preguiça for maior, o motivo é mais sério! Não quero nem imaginar! Não tem PIX. Não tem outro banco, não tem PayPal, nem PagSeguro, nem boleto, nem choro, nem vela, nem fita amarela. A exceção é se aparecer gente de fora do Brasil e aí, é caso a caso, discutido pelo WhatsApp que está no fim desta mensagem. Se quiser inscrever mais de uma pessoa, é só mandar os nomes na mesma mensagem que enviar com o comprovante. Daí, receberá na sequência o link para agendar sua entrevista comigo. São vários dias e horários disponíveis. Comece quando quiser, desde que se inscreva no prazo acima.

E CLARO que você receberá um livro quando ele for publicado, né? Quem sabe, se você permitir, sua experiência estará relatada lá, sem seu nome, se não quiser se expor, mas iluminando o caminho de muitas outras pessoas. 🙂

Fim da mensagem. BIP.

Desejo que aconteça o que tiver que acontecer e saiba… o plano é meu, mas a ideia é Dele (Por que não conta e espalha isso? Precisa de ajuda? Você consegue!) … sim, daquele com quem fiz as pazes em Outubro… E tudo, tudo tudo clareou, inclusive, minha estrada para a conexão com a Fonte, maior que este pequeno pedaço de problema a resolver e que contém o Deus… sentado no céu? Não, numa cabine de pedágio na estrada da Fonte… O que estou te oferecendo, é um SEM PARAR, o mesmo que passei a usar. 

Bj bj

Alexandra

Dados para Depósito:

Banco Bradesco
Agência 1259
Conta POUPANÇA 1007144-5
Iara Bichara
CPF: 194062828-87

 WhatsApp para 

  • enviar o comprovante fotografado e receber o link de agendamento para a Entrevista Inicial
  • discutir como enviar 20 mangos em reais, se estiver fora do Brasil
  • não disponível para mimimi “não sei se é para mim“. Se tiver essa dúvida, é.  Se souber que é, é. Se souber que não é, não é. Nem pergunte.

55 11 998752600

 

Alexandra Lopes
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0