Ninguém deveria “escrever por escrever”

Escritores amadores escrevem por escrever. Embora isso possa criar quantidades abundantes de conteúdo inconsequente ou fornecer-lhes prazer pessoal, esse conteúdo faz nada para aumentar as perspectivas de negócios, melhorar o mundo ou mover seu público para a ação.

Então, qual é o objetivo da grande escrita, e como ela pode mudar sua carreira?

Escritores profissionais sempre têm um objetivo principal em mente com tudo o que escrevem: transformar seu público. Grandes escritores se esforçam para ajudar seu público a ver através da caixa, agir de forma diferente, mudar a forma como interagem com o mundo.

Qualquer um pode juntar palavras e fazer frases completas (caso em questão: a maior parte das pessoas que postam “textões” nas redes sociais), mas se você quiser realmente ter impacto através de sua escrita, deve aprender a escrever para a transformação. É a diferença entre ser meramente informativo e ser convincente e persuasivo.

Há três passos simples para a escrita transformadora:

  • escrever para um público específico,
  • usar o local certo, e
  • escolher e executar o tipo certo de transformação

1. Audiência específica

Se você quer alcançar seu público, é absolutamente crucial que você os entenda, saia de sua própria perspectiva e escreva para eles. Uma das primeiras coisas que faço a cada peça que escrevo é identificar meu público-alvo, coisas como idade, localização, nível de renda, hábitos de compra, hobbies, talentos, interesses, etc. Parece mecânico? É mecânico e importante.

Quando sei com quem estou falando, estou preparada para adaptar a mensagem para ressoar com eles especificamente. Por exemplo, palavras como “revolucionário”, “de ponta”, “fresco” ou “novo” provavelmente ressoarão com uma faixa etária de 18 a 25 anos, enquanto uma faixa etária de 60 a 70 anos, provavelmente, terá reações negativas porque prefere coisas que são “comprovadas”, “seguras” e “sensatas”.

2. O local certo

Por local quero dizer que o meio que transmitirá sua mensagem, incluindo coisas como blogs, redes sociais, plataformas de informação, livros, ebooks, revistas, jornais, etc. O local que você escolhe é, em grande parte, determinado pelo seu público.

Por exemplo, se estou escrevendo um longo artigo sobre Língua Portuguesa o melhor local provavelmente é um periódico acadêmico. Poucas pessoas podem ler longos blocos de texto significativo em uma tela de computador; não terei espaço suficiente para apresentar o ponto de vista na maioria das revistas, ou redes sociais. Por outro lado, se meu conteúdo é conciso, simples e destinado a um público amplo, talvez um post faça sentido.

Todos nós somos expostos a comunicações escritas que pulamos ou ignoramos, mas se essa mesma mensagem for apresentada em um local mais palatável para nós, é muito provável que usemos algum tempo nela. Escrever para transformação requer utilizar o melhor local para o nosso assunto e público.

3. A transformação certa

Existem três categorias de transformações: conhecer, sentir e fazer.

Uma transformação de conhecimento busca dar aos leitores, novas informações, ou informações antigas, organizadas de uma forma diferente, para ajudá-los a aprender e conhecer coisas que eles não sabiam antes, de tal forma que mudem sua vida e perspectiva.

Uma transformação de sentimento obviamente busca evocar forte emoção na audiência, enquanto que uma de ação é projetada para fazer com que o público tome uma atitude muito específica, imediata e tangível.

Amadores olham para esta lista e tentam fazer os três de uma vez; os profissionais se concentram em uma transformação como o centro de um alvo. Como você quer que a vida das pessoas mude porque elas leram sua mensagem? O que você quer ver ocorrer neles? Você quer que eles saibam, sintam ou façam algo? Escolha um, apenas um e execute isso com perfeição.

Se você quer que sua mensagem realmente tenha impacto, deve aprender a escrever para a transformação. Saiba para quem está escrevendo, use o local certo para alcançá-los, escolha a transformação certa e execute-a bem.

Afinal, a escrita transformacional é a única escrita que vale a pena ler.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Alexandra Lopes
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0