Queime os Navios!

Tem momentos na vida em que a gente quer mudar radicalmente. Aquele artista genial desperta em você e você decide que vai abandonar sua carreira de advogado, sua loja, seu emprego fixo para dedicar-se a escrever, por exemplo. Ok. Isso funciona por meia hora, porque depois, bate a insegurança.

Como dar o primeiro passo?

Uma das chaves para atingir seus objetivos é eliminar quaisquer rotas de fuga. É tentador recuar para a segurança e conforto quando surgem desafios e dificuldades. Para evitar se virar e abandonar seus objetivos, você deve tornar o ato de avançar, mais atraente do que o de voltar.

Ao se esforçar para um objetivo, você deve se concentrar no que você quer obter e evitar o impulso de voltar para o que você sabe e para o que é confortável.

Quando o conquistador espanhol Hernando Cortez desembarcou no México, uma de suas primeiras ordens para seus homens foi queimar os navios. Cortez estava comprometido com sua missão e não queria permitir a si mesmo ou aos seus homens a opção de voltar para a Espanha. Ao remover essa opção, Cortez e seus homens foram forçados a se concentrar em como eles poderiam fazer a missão bem sucedida.

Eliminar uma rota de fuga cria uma razão convincente para se concentrar no objetivo e seguir em frente. No entanto, é importante ter em mente que, embora Cortez tenha pedido para seus homens queimarem os navios, ele não os fez queimar a comida e os suprimentos.

Cortar uma rota de fuga para aumentar a motivação e criar o desejo de pressionar onde você pode desistir é totalmente diferente de jogar a cautela ao vento e correr riscos indevidos. Alcançar seus objetivos ainda requer um planejamento e gerenciamento prudentes. Todas as metas contêm um certo grau de risco, mas não é necessário criar riscos e estresses indevidos por não planejar adequadamente, portanto, não ter as ferramentas e suprimentos necessários para alcançar seu objetivo. Arrisque-se, mas não seja descuidado ou tolo, simplesmente esperando que tudo fique bem.

Antes de decidir queimar seus navio, certifique-se de ter os suprimentos e ferramentas necessários para alcançar o objetivo. Algo como largar seu emprego pode soar como uma boa maneira de fechar a rota de fuga, mas também pode ser uma maneira rápida de falência se você não tiver recursos para levá-lo adiante. Criar uma conta poupança ou ter um trabalho de jornada parcial (um trabalho que é um trampolim para o que você realmente quer) permite que você assuma o risco de deixar seu emprego atual, sem criar riscos indevidos.

Feche as rotas de fuga e certifique-se de que você tem uma razão convincente para seguir em frente. No entanto, em simultâneo, certifique-se de que você planeja o risco e tem as ferramentas, suprimentos e recursos necessários para alcançar seus objetivos.

Você não pode eliminar o risco, mas você pode planejar para evitá-lo e vai conseguir, caso se organize e evite a fuga.

Vamos, avante com a fogueira!

Alexandra Lopes
Logo
Redefinir Senha
Shopping cart